terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Incertezas de uma vida


    Não sei ao certo o que aconteceu, mais ela não estava bem, passou a noite em claro, não conseguiu fechar os olhos por mais de 5 minutos sequer, o preto do céu começava a se transformar em aquele belo azul claro, então levantou-se para cumprir suas novas responsabilidades, estava cansada, seus olhos haviam olheiras terríveis, enfim.. fez um de seus chás diários, animou-se, e foi. 
    A tarde conseguiu dormir umas pequenas 3 horas e isso já foi o suficiente, tomou seus 2 comprimidos diários, tremedeira começou, ela nem se importa, até gosta desta sensação, estranha não ? Já era final de tarde, resolveu tomar mais um de seus chás, se sentiu mal, talvez sua pressão tivesse caido, mais ela não se permite sequer passar mal, sentou-se um pouco, e melhorou, ou pelo menos fingiu que melhorou. Foi fazer a refeição da noite, ela não se permite comer, mais isso não significa que os outros tem que fazer o mesmo, ela gosta de cozinhar, sua especialidades é as sobremesas.
    Talvez ela coma salada com uma ou duas colheres de arroz, ou quem sabe ela tome sua famosa água gelada para enganar seu próprio corpo, talvez ela pare com seus chás esta semana, sabe que isto esta começando a lhe fazer mal, ou talvez ela continue, e faça o seu corpo como uma verdadeira bomba relógio, preste a explodir a qualquer momento.  Talvez, Talvez, ela já virou um poço de incertezas e nem se deu conta disto ainda.

6 comentários:

(●•Lia •●) disse...

Que logo tudo passe!

Que o talvez não faça mais parte de sua vida e sim o com certeza ela esta bem...ela venceu!

Beijos linda!

Lola disse...

Ela tem sido forte.
Mas talvez seja hora de pensar um pouco e mudar a rotina.Fazer um tipo de coisa diferente por semana.Eu estou na semana do café por exemplo.
Não aguento mais ché,tá me dando enjoo.
Espero que esteja bem,querida.
BeejOo'

Nina Auras disse...

O texto inteiro (principalmente a última frase, que "resume" todas as dúvidas contidas nos parágrafos) fala por tudo. Eu queria comentar, juro. Escrevi vários, mas por algum azar a internet aqui nesse fim de mundo é horrível, e caiu bem quando eu ia mandar. E foi nessa quinta tentativa que eu percebi que não tenho o que comentar sobre essa perfeição que, apesar de tudo, me retrata, e provavelmente a ti, e a outros tantos no mundo! Lindo. Amei *--*

Rita disse...

é tão profundo este texto, lindo!
força flor <3 beijinho*
p.s.:não gosto nada do frio, dava tudo por um bocadinho de sol x)
não tem problema :)

Jєѕѕ disse...

Estou preocupada com vc! me diz qual tua altura e qto estas pesando? espero que estejas bem.
És muito especial pra mim, qdo leio teus textos tenho vontade de te por no colo e te ninar...como uma irmã mais velha faz com a irmã mais nova (coisa que nem faço com minha irmã tadinha - o problema é quye sou mto fechada em relação a sentimentos, mas com as meninas do blog consigo me abrir)....fique bem te adoro.

Beijo.

Gabriela Furtado disse...

Na verdade, somos todos um poço cheio de incertezas, medos e dúvidas.
beijos

Postar um comentário