quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mãe


    Domingo, 5 de dezembro de 2010, vem a noticia que ninguém gostaria de receber algum dia, sua mãe havia ido para um outro 'mundo', não conseguiu vê-la deitada ali, como não conseguiu ver a sua avó também, colocou uma de suas máscaras, a que se fazia de forte, mais aos poucos a máscara ia se derretendo, mostrando sua verdadeira face, e quando isso acontecia, ia para longe das pessoas, respirar um pouco. Bloqueou seus sentimentos, não chorou, afinal não chorava em publico, não podia ficar vulnerável, quase não falava, ficava mais quieta, sentada naquele banco, e a ficha ainda não caiu, até pareçe que ela ira entrar pela aquela porta como antes, gritar seu nome para lavar a louça, ou arrumar alguma coisa. Quero acordar deste pesadelo em breve, porque eu devo estar sonhando, não é ? .. Ei, só quero minha mãe de volta, a algum mal nisso ? 


Ps: desculpem-me pela falta de comentários em seus blog's, até o próximo post colocarei tudo em ordem novamente. fiquem bem <3

6 comentários:

Jєѕѕ disse...

Oh eu sinto muitíssimo...eu não sei nem oque te dizer! queria poder estar perto de vc e te dar um abraço.
Não tens que se desculpar...força querida!
Afinal oque houve com sua mãe?

O seu blog esta lindo demais. E fica bem viu....se precisar estou aqui.

Beijos.

R. Soares disse...

Ficou lindo o novo visual do blog!
Sinceramente, fiquei um bom tempo com a caixa de comentários aberta, pensando em algumas palavras de conforto, me desculpe por não saber o que posso te oferecer...
Me desculpe mais uma vez, pelo comentário vazio...
Fica bem!

Grafite disse...

forças querida...
o blog está lindo...

beijo,
*.*

Srtª Vihh disse...

Oh, minha nossa, flor...
tem que deixar sentir a dor, querida.
é melhor.
força.
bjOus

' Milaa ৸ disse...

Então a verdade me golpeou direto no rosto, como se tivesse levado um tapa para acordar. Meu coração pareceu querer fugir e o oxigênio era pesado demais para se respirar. Ela se fora; não veria mais ela aparecer à porta, gritar para que eu arrumasse o quarto ou coisas do tipo. Porque ela partira para sempre, e agora não havia mais volta. E as lágrimas desciam, o sorriso desaparecia e eu corria de volta para minha solidão, para tentar acordar desse pesadelo tão doloroso.
Isso não aconteceu comigo, mas sei que a dor é grande.
Beijos

Nina Auras disse...

Eu sinto muito. Não posso imaginar a dor que deve ser perder sua mãe, mas com certeza é horrível. Não vou dizer que um dia você vai se recuperar dessa solidão e desse vazio que você com certeza vai sentir, porque nunca passei por isso, mas ao menos é o que eu imagino. De qualquer modo, não parece que eles se foram a princípio, certo? Muitos anos depois você ainda pode sentir que eles estão com você, de algum modo que nem você entende, e uma saudade enorme deles... Esse é o ruim. Nós não apenas temos que aprender a deixar ir com a experiência, como esse "deixar ir" dura anos. //;
Melhoras linda, espero que você consiga aprender a deixar ir com o tempo. E sinto muito, de verdade. Beijos

Postar um comentário