quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Bullying.


    Incrível como o ser humano chega a ser desprezível e cruel, Será que existe algum tipo de prazer ao humilhar as pessoas ? .. lembro que quando entrei pela primeira vez em uma sala de aula, tinha 6 anos, e todos me olhavam estranho, a professora com seu sorriso simpático segurou a minha mão e me guiou até um grupo de meninas, elas não falavam comigo e faziam pequenos coxixos ao meu respeito, definitivamente não queriam que eu estivesse ali.
    Passou algum tempo e os comentários maldosos sobre meu cabelo, curto e volumoso (black power) começaram, e isso se estendeu durante anos, havia dias em que eu não queria sair do banheiro da escola para não ter que enfrentar as piadinhas ao meu respeito, com o passar do tempo aprendi a ignorar tudo isso, mais as feridas continuavam ali no mesmo lugar.. Talvez as pessoas não se dão conta que essas 'piadinhas' que eles acham que são uma mera brincadeira de criança não sejam nada de mais, mais para a vítima é um verdadeiro inferno, abre-se uma enorme ferida que nunca cicatriza. 
    Graças as químicas meu cabelo já esta totalmente diferente do da aquela época, mais confesso, ainda tenho medo de mudar o corte ou a cor e não ser aceita pelas pessoas de novo. Acabei criando de alguma forma, uma auto-defesa.

7 comentários:

Jєss disse...

Poxa amiga que triste...infelizmente existe esse tipo de pessoas sim, fico trsite q tenhas passado por isso aos 6 anos, poxa essa idade ainda é um bebe. Espero que hoje as coisas estejam melhores pra vc.
Um beijo amore.

Bruxa do 203 disse...

Eles criam um tipo de corpo, um tipo de cabelo e querem que todo mundo seja igual. Muitas vezes riram de mim e fui excluída porque era a mais gordinha.

Marcos de Sousa disse...

O ser humano de tão cruel, chega a ser desumano (ironias que só um humano pode conseguir). Bullying é apenas mais uma amostra de crueldade da nossa espécie.


Seguindo-te... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

dear sarah disse...

Esse assunto é grave. Ninguem tem o direito de bulir ninguem.
É pecado, deixa marcas e faz doer!

Srtª Vihh disse...

Auto-defesa?
sei bem o que é isso, flor...
Nossa, quanta brincadeirinha aguentei...
puxa, cuide-se.
bjOus

João Lenjob disse...

No meu blog, http://lenjob.blogspot.com, tem os cinco poemas diarios, mas peço que dê uma passadinha no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, que bombou com a nossa cultura esta semana. Aguardo.

João Lenjob.

Borboleta
João Lenjob

Laço e serpentina
E embrulha num presente
Borboleta
Crença tão divina
Mil confetes e pirueta
Borboleta
Aquela lágrima vem aqui brilhar
Trazendo o amor o deixando livre voar.

Trapezista pra retina
Sonho de bailarina
Borboleta
Artista todavia
Movimento sorridente
Borboleta
Dá pro mundo aquele dom pra acreditar
Trazendo o amor o deixando livre voar.

Linda lá no bosque
Brinca na floresta
Borboleta
É na cachoeira
Ou talvez até pousada
Borboleta
Faz aquele encanto de brotar assim no ar
Trazendo o amor o deixando livre voar.

Colorindo o céu
Chega cintilando
Borboleta
Colore toda a vida
Suas pétalas são rosas
Borboleta
Mágica pra vida e alegria pro olhar
Trazendo o amor o deixando livre voar.

Alguém... disse...

Infelizmente o ser humano consegue ser de facto cruel, principalmente as crianças. Mas tu foste mais forte e superaste de certa forme esse tipo de situação*

Postar um comentário